28 nov. 2011

A eternidade divina de Ciro Castillo


Um mês atrás os restos de Ciro Castillo Rojo, o estudante de engenharia de floresta perdendo e morto no vale de Colca, foram enterrados depois de uma viagem infinita no cemitério Mafpre de Huachipa, Lima. Depois do salvamento difícil e transfere do corpo seguiu a autópsia em Arequipa. As pessoas, identificadas com a briga infatigável do pai de Ciro e a dor da mãe e irmãos dele, acompanharam maciçamente à família em Arequipa e Lima. Então dissemos que Ciro já descansou em paz. Porém, ainda não são clarificadas as circunstâncias da morte de Ciro. Muitos dados se filtraram pela imprensa, mas qualquer coisa é oficial. Alguns querem dar tinha terminado o caso porque eles afirmam que era um acidente. Mas as ameaças que as pessoas envolveram diretamente no caso receberam insinuam explicitamente que há algo escondido que será conhecido em algum momento. Enquanto isso, Ciro continua eu vivo em pessoas e para alguns ele transformou em um santo popular. Então Ciro ainda não descansa em paz, Ciro clama da eternidade por justiça.